skip to Main Content
‘Nevando Em Bali’ Conta Histórias De Brasileiros Executados Na Indonésia

‘Nevando em Bali’ conta histórias de brasileiros executados na Indonésia

Em “Nevando em Bali” a escritora australiana Kathryn Bonella registra relatos de um mundo de diversão sem limites regado a drogas e sexo, mas tão instável que tudo pode sucumbir.

O tráfico de drogas na ilha asiática é o tema da obra, publicada pela Geração Editorial. É a terceira parte de uma espécie de trilogia que a autora iniciou com os livros “No More Tomorrows”, biografia de Schapelle Corby, australiana de 27 anos presa com cocaína na capa de sua prancha de surfe, e “Hotel Kerobokoan”, sobre o presídio de segurança máxima de Bali.

A jornalista entrevistou barões do tráfico, que levam vidas exuberantes, repletas de dólares e orgias com lindas mulheres e mostra que esse estilo de vida nem sempre acaba com um final feliz.

Entre esses entrevistados estão Marco Archer e Rodrigo Gularte, dois brasileiros condenados à morte e executados na Indonésia. Há também a história de Rafael, um surfista carioca que teve uma rápida ascensão no tráfico local.

O livro mostra como a posição geográfica privilegiada coloca a Indonésia na rota do tráfico internacional e revela também que a expressão usada no título – nevando em Bali – é um código dos traficantes para dizer que a ilha está cheia de drogas.